segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Tim Maia - Tim Maia (1972)

Título do álbum: Tim Maia.
Artista/banda: Tim Maia.
Lançamento: Agosto de 1972.
Gravação: Maio – julho de 1972, no Eldorado Estúdios (São Paulo) e Somil Estúdios (Rio de Janeiro).
Gênero(s): Soul, funk, baião e mpb.
Duração: 33:49 aproximadamente.
Gravadora(s): Polydor.
Produção: Tim Maia.
Nota: 3.5/5.



Em 1972 Sebastião Maia, nosso querido Tim, lançava seu terceiro álbum de estúdio. Novamente sem título definido, trazendo apenas o nome do cantor na capa e um conteúdo repleto de soul music.
Gravado num período de muitas desilusões amorosas, ao contrário de seus trabalhos anteriores tem um clima geralmente melancólico, revelando alguns breves momentos de alegria. O desempenho de Tim parece ter crescido com o acréscimo de angustia e dor em sua voz – costumo falar que grandes álbuns são gravados em períodos tristes dos artistas.
O poder de sua voz em seu terceiro disco é gigantesco, impactante, abrangente, elevando-o ao nível dos maiores soulmen americanos da época.
Logo na abertura do lado um temos a paulada de “Idade”, apesar de começar com um funk pra cima vai desacelerando e questiona: “...Quanto mais que vou sofrer? ”, até acelerar novamente. A primeira de três canções em inglês, “My Little Girl” carrega a inocência da paixão adolescente logo quebrada pelo rancor otimista de “O Que Você Quer Apostar”. O hino dos cantores por vocação “Canário do Reino” prova o interesse de Tim pela música nordestina e sua paixão pela música. “Já Era Tempo de Você” e “These Are the Songs” revelam seu bom gosto e sofisticação, com influencias do som das big bands e do classical pop refinado.
Em contraste com o primeiro lado, o segundo cai fundo na melancolia com “O Que Me Importa”, “Lamento” e “Pelo Amor de Deus”. O órgão pastoral de “Sofre” abre caminho para um desabafo de Tim que em seguida explode em acusações ácidas e um desejo avido de vingança. A brasileiríssima “Razão de Sambar” é uma mistura de tudo que rolava no país: samba rock, mpb e bossa nova. Fechando o álbum de forma digna “Where Is My Other Half” é uma balada de puro sofrimento, com violão doce, órgão cortante e belas harmonias vocais.

Faixas:

(Lado A)
“Idade”
“My Little Girl”
“O Que Você Quer Apostar”
“Canário do Reino”
“Já Era Tempo de Você”
“These Are the Songs”

(Lado B)
“O Que Me Importa”
“Lamento”
“Sofre”
“Razão de Sambar”
“Pelo Amor de Deus”
“Where Is My Other Half”

Banda (formação):
Tim Maia (vocal, violão e harmônica)

Músicos adicionais: Adolpho Pissarenko (violino), Aurélio Marcos (saxofone), Capacete (baixo), Chacal (percussão), Cidinho Teixeira (piano), Homero Gelmini (violino), Hyldon (guitarra-rítmica e baixo), José Amorim (trompete), Marcelo Pompeu Filho (violino), Maurílio Faria (saxofone), Murillo da Silva Lourdes (viola), Nelson Macedo (viola), Paulinho (bateria), Paulinho Guitarra (guitarra-solo e violão), Pedrinho (órgão e acordeão), Pinduca (vibrafone), Roberto (percussão), Waldir Arouca Barros (trompete) e Zeca (trombone).

download - Tim Maia (1972)
senha - besouro

Nenhum comentário:

Postar um comentário